Marido confessa ter assassinado agente

A polícia de Pirajuí prendeu, na noite de anteontem, o agente penitenciário Wanderley Rodrigues da Silva, de 46 anos, que trabalha na Penitenciária 1 e confessou ser o autor do disparo que matou a agente Neiva Maria da Cruz da Silva, de 41 anos, da Penitenciária 2, sua ex-mulher. Diante de evidências, ele confessou, segundo a polícia, e disse que na sexta-feira foi à casa da vítima para tentar a reconciliação, mas ela o mandou embora. Ele então se descontrolou e disparou.

O Estadao de S.Paulo

11 Outubro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.