Marido é preso após atear fogo na mulher em cidade de Santa Catarina

Marido já tinha passagens pela polícia e estava em liberdade condicional, cumprindo pena por tráfico de drogas

Solange Spigliatti, estadão.com.br

15 Fevereiro 2012 | 13h46

SÃO PAULO - Douglas de Souza Laurentino, de 21 anos, foi preso ontem em Imbituba, em Santa Catarina, durante cumprimento de mandado de prisão preventiva pelo crime de violência doméstica e familiar contra a mulher no último dia 7.

Na manhã de ontem, 14, a polícia recebeu denúncia informando que uma mulher de 21 anos estava hospitalizada, vítima de queimaduras provocadas por seu companheiro. Os agentes foram até o hospital onde a jovem estava, na companhia do seu marido, que foi levado à Delegacia para prestar depoimento.

Laurentino alegou que a esposa havia sofrido as queimaduras após explosão de um fogão a gás na residência do casal, versão que foi descartada depois de constatações feitas pelos peritos do Instituto Geral de Perícias (IGP).

Também foram ouvidos testemunhas e os dois filhos do casal. Todos confirmaram que o acusado agrediu fisicamente e ateou fogo na companheira, depois de ter jogado álcool em seu corpo.

Laurentino possui passagens pela polícia e cumpria pena por tráfico de drogas no Presídio Masculino de Biguaçu, em liberdade condicional. Após a prisão, ele foi conduzido à Unidade Prisional Avança (UPA) de Imbituba, onde permanece à disposição da Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.