Marido "seqüestrado" chega em casa e vê vigia sem calça

A Delegacia Seccional de Jundiaí está à procura do vigilante Roque Brás, de 40 anos. Ele é acusado por uma moradora do bairro nobre da cidade, o Jardim Morumbi, de ameaçá-la dizendo ter seqüestrado seu marido e tentar abusar sexual dela. O marido da vítima chegou em casa quando o vigilante estava com a calça abaixada e o órgão genital para fora.A vítima disse à Polícia que o acusado exigiu a quantia de R$ 15 mil, para soltar o marido. O delegado assistente da Seccional, Júlio César Ribeiro de Campos, informou que toda a polícia está atrás do acusado, que desapareceu.O marido contou aos policiais que ao chegar em casa entrou em luta corporal com o acusado e chamou outro vigilante do bairro, que se recusou a prender o colega, alegando que estava "atordoado" com a notícia.O delegado Campos disse que este é um caso isolado de um mau profissional dentre outros 700. No início da semana, outro vigilante foi preso em Jundiaí porque levava um assaltante na garupa de sua moto para praticar um roubo no Centro. A PM perseguiu os dois por vários bairros, até prendê-los.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.