Marina afirma que PAC é ''colagem de demandas''

Em encontro ontem com empresários de Mato Grosso do Sul, a senadora e pré-candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva (AC), criticou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "É uma colagem de demandas, que não leva em conta um planejamento estratégico."

Venilson Ferreira, CUIABÁ, O Estadao de S.Paulo

21 de março de 2010 | 00h00

Além de dizer que falta ao programa visão integrada das regiões envolvidas, Marina questionou a ênfase no transporte rodoviário, por causa das altas emissões de gases de efeito estufa pelos veículos. Para ela, as hidrovias são alternativas, mas é preciso levar em conta as licenças ambientais.

A senadora reforçou que continua contrária à construção da BR 319, que ligará Porto Velho (RO) a Manaus. Ela discorda do argumento de que os 400 km da rodovia não afetarão a floresta e contribuirão para que o trajeto possa ser feito de carro. "Como serão gastos bilhões, é melhor usar esse dinheiro pra custear passagens de avião, que é mais rápido."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.