Marinha/Divulgação
Marinha/Divulgação

Marinha diz que atua para vedar tanques e porões de navio que afundou no litoral do Maranhão

Cerca de 250 militares trabalham na missão; situação é considerada "estável"

Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

01 de março de 2020 | 20h55

BRASÍLIA - A Marinha do Brasil (MB) informou, em nota, que uma equipe de militares iniciou processo de vedação dos tanques de combustível e dos porões de carga no navio Stellar Banner, que está encalhado a cerca de 100 km da costa do Maranhão desde o dia 24 de fevereiro. A situação é considerada "estável" e não há vazamentos no local.

"A situação permanece estável. O monitoramento feito por embarcações e sobrevoo de aeronave, realizados neste domingo, confirmam a ausência de vazamentos de óleo ou minério", afirma o texto.

"Equipes estão realizando a selagem (vedação) de um grupo de suspiros dos tanques de combustível, bem como o reforço nas travas de fechamento dos porões de carga do NM Stellar Banner", diz outro trecho da nota.

Além disso, a Marinha comunicou que as barreiras de contenção permanecem na área do encalhe de forma preventiva. Há risco do navio naufragar com 295 mil toneladas de minério de ferro e 5 mil toneladas de óleos. Cerca de 250 militares envolvidos na missão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.