Marinha encontra barco que afundou na Baía de Guanabara

A Marinha localizou por volta das 10 horas desta quarta-feira, 18, no fundo da Baía de Guanabara, o barco pesqueiro Costa Azul, que afundou após colisão, na noite desta terça-feira com o navio mercante Roko, bandeira das Bahamas, que vinha de Itajaí (RJ). Foi usado um equipamento chamado garateia, que utiliza uma espécie de gancho para explorar o fundo da baía. Dos 12 tripulantes do barco, oito continuam desaparecidos. Quatro foram resgatados com vida na madrugada desta quarta.A localização do barco pesqueiro foi facilitada pela presença de manchas de óleo na água, no local do acidente, que ajudaram as equipes de resgate a localizar a embarcação. O acidente ocorreu a dois quilômetros da ponte Rio-Niterói e a um quilômetro do município de Niterói. O barco pesqueiro afundou com 12 mergulhadores, da Empresa Consórcio Barranova, que trabalhavam na manutenção do emissário submarino na Barra da Tijuca.Segundo a Marinha, as buscas pelos oito tripulantes prosseguem e contam com uso de pelo menos quatro lanchas e um rebocador, além de 60 homens da capitania dos Portos, com mergulhadores. Os quatro sobreviventes - Eduardo da Silva Pinto, Tiago Batista Barros, Eliezer Chaves Oliveira e André Luiz Loenzeti - foram encaminhados ao Hospital Central da Marinha, na Praça Mauá, e passam bem.

Agencia Estado,

18 de outubro de 2006 | 10h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.