Marquise do Ibirapuera ganhará conexão sem fio

Sistema Wi-Fi será semelhante ao do Centro Cultural; Prefeitura ainda está fazendo pesquisa de preço

Vitor Sorano, O Estadao de S.Paulo

18 Agosto 2009 | 00h00

A Prefeitura dá andamento ao projeto de oferecer internet sem fio na Marquise do Parque do Ibirapuera antes de tirar do papel a reforma estrutural do local - as obras vão durar cerca de um ano e oito meses após iniciadas, o que ainda não tem data para acontecer. A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente afirma que a concorrência para as obras está em curso. Hoje o espaço sob a marquise é ocupado principalmente por pessoas que andam de patins, skate e bicicleta. A ideia da prefeitura é que ali também as pessoas possam acessar a internet por meio de computadores, palm tops, netbooks, celulares e outros eletrônicos habilitados. O único ponto da capital que tem internet sem fio oferecida pela prefeitura é o Centro Cultural São Paulo, também na zona sul da cidade. No início do ano, a ideia era que o Ibirapuera tivesse recurso Wi-Fi ainda no primeiro semestre. Outros dois parques - ambos na zona leste - também estavam nos planos para ter conexão até julho. O acesso deverá ser gratuito, mediante cadastro prévio do usuário. De acordo com a pesquisa de preço, o processo poderá ser feito pela web - por meio de uma ferramenta específica para tanto -, telefone 0800 ou em unidades de atendimento a serem instaladas. Haverá, assim como no Centro Cultural, restrição a certos conteúdos da rede. Não foi informada quantidade de computadores que poderão estar conectados simultaneamente - no CCSP, são 140. A pesquisa de preço é uma fase anterior à contratação propriamente dita. Serve para que o governo elabore o edital que vai ser usado para contratar os serviços. As empresas interessadas poderão apresentar orçamento até o dia 28.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.