Marrey desaprova transferência de presos para SP

O procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo, Luiz Antônio Guimarães Marrey, disse nesta quinta-feira quea transferência de presos para São Paulo ?não deve se tornar uma regra?. Ele afirmouque ?ninguém gosta da presença de um bandido desses (Beira-Mar)?, mas ressaltouque a Penitenciária de Presidente Bernardes ?tem se mostrado à prova de fuga, capazde receber os piores criminosos do País?.Marrey considera que ?não há motivos paraficar alarmado com a transferência de um único prisioneiro?. ?Tenho confiança de que as instituições penitenciárias paulistas conseguirão conter esse criminoso?, acrescentou o chefe do Ministério Público Estadual. ?Certamente, ele(Beira-Mar) estará bem guardado.?O procurador-geral avalia que a chegada do traficante internacional ?não vai ter qualquer interferência na vida da cidade de PresidenteBernardes, até porque já estão lá os piores criminosos do Estado?.Marrey cobrou ação de Brasília: ?É necessário que o governo federal construa presídios de segurança máxima para conter este tipo de caso?. Marrey defendeu o isolamento do traficante. ?Se ele tiver sucesso, acabará trazendo malefícios a todo o País porque nada impede que possa querer expandir seus negócios além das divisasdo Rio.?Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.