Marta acha improvável surgimento de fato novo na campanha

A coordenadora da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Paulo, a ex-prefeita Marta Suplicy, considera improvável que surja, na campanha eleitoral, algum fato novo que possa alterar o resultado das eleições. "Acho muito difícil que surja qualquer coisa que perturbe o resultado das eleições", afirmou a ex-prefeita paulistana nesta sexta-feira.Para Marta, os debates entre Lula e o tucano Geraldo Alckmin tiveram uma influência maior sobre o voto dos eleitores do que normalmente tiveram em eleições anteriores. "Hoje [sexta-feira] teremos mais um bom debate, em que os projetos dos presidenciáveis vão ficar cada vez mais evidentes", declarou. "As pessoas começaram, nos últimos dias, a conversar mais e já estão com mais informação, principalmente os paulistas. Pouco sabíamos do governo tucano de Geraldo Alckmin, que teve que sair do esconderijo. As 69 CPIs saíram do esconderijo, e a população pôde saber que foram acobertadas", declarou.Para Marta, as urnas devem mostrar que Lula tem uma vantagem ainda maior do que as pesquisas têm indicado em relação a seu adversário. "Estamos muito felizes, porque achamos que o resultado vai ser provavelmente ainda maior do que as pesquisas indicam até o momento. O segundo turno foi sofrido, mas eu diria que foi muito bom para nós", disse."Acho que os paulistas não tinham acesso a tudo isso e nem muito sabiam das privatizações que o governo tucano havia feito. Tudo privatizado e não conseguiram pagar a dívida. Isso vai pesar e vai pesar em São Paulo também, onde acho que revertemos em parte (a desvantagem de Lula em SP) e tenho certeza de que vai haver uma bela diferença em relação ao que houve no primeiro turno", finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.