Marta aposta em boa relação com Alckmin

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), disse hoje que não acredita em mudanças na parceria com governo do Estado em conseqüência da morte de Mário Covas. "Não creio (em mudanças). Eu tenho muita afinidade com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e nos últimos meses ele já vinda assumindo todas as negociações", afirmou a prefeita. Em fevereiro, o governo do Estado anunciou a liberação de R$ 180 milhões para a prefeitura paulistana para a construção de piscinões, casas populares e Centros de Detenção Provisória (CDPs). O acordo determinou que o governo estadual ficaria responsável pelo custo das obras e a prefeitura pela cessão dos terrenos e manutenção dos prédios construídos. Marta disse acreditar que as parcerias estabelecidas não terão problemas porque a direção do Estado, sob o comando de Alckmin, permanecerá muito semelhante ao governo de Covas. "Pelo que eu sentia nas nossas conversas também mais informais é que não havia uma distância entre o desejo e a vontade do governador falecido Mário Covas e a posição de Geraldo Alckmin", afirmou a prefeita.

Agencia Estado,

08 de março de 2001 | 18h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.