Marta assina decreto com regras para ambulantes

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT) assinará hoje decreto que ditará as regras gerais para a normatização do comércio ambulante na capital paulista. Entre elas, as vias em que os camelôs serão permitidos dentro de limites estabelecidos, como a garantia de passagem do pedestre. A Prefeitura de São Paulo irá esperar a contratação de 200 fiscais, em regime de urgência, para começar a regularização do comércio ambulante na capital. "Antes dos fiscais serem contratados não dá para fazer nada", afirmou a prefeita Marta Suplicy (PT). Os fiscais, que serão distribuídos por todas as administrações regionais, devem ser contratados até o fim da semana.Segundo Marta, a Prefeitura demorou para tomar uma atitude em relação aos camelôs para não repetir as blitze que eram realizadas na gestão do ex-prefeito Celso Pitta (PTN). "Não adiantava nada o ´rapa´ tirar o camelô de manhã para ele voltar à tarde, não queremos factóides", afirmou a prefeita, após inauguração do canal BandNews, da Rede Bandeirantes, ontem. "Vamos começar um novo momento na cidade", prometeu a prefeita, referindo-se à política que será adotada em relação ao comércio ambulante.A Prefeitura ainda não tem o número definido de quantos camelôs poderão atuar nas ruas da cidade, mas o excesso de barracas deverá ser transferido para locais alternativos, como shoppings populares. Em relação à possível resistência dos ambulantes que não conseguirem espaço nas calçadas, a prefeita reagiu com tranqüilidade. "Os próprios ambulantes desejam algo diferente, pois estão cheios dessa situação", acredita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.