Marta "atropela" secretário e critica sistema de saúde

A polêmica em torno da dengue continua sendo motivo para críticas e ataques no âmbito político. Hoje pela manhã, durante entrevista coletiva na Prefeitura de São Paulo para anúncio das medidas de combate à doença, o secretário municipal de Saúde, Eduardo Jorge, foi repreendido pela prefeita Marta Suplicy, no momento em que fazia ampla defesa do sistema de saúde brasileiro, e argumentava que esta doença está presente no País desde 1986. "Não admito que as pessoas queiram desmoralizar o sistema de saúde brasileiro", disse Eduardo Jorge. Marta o repreendeu: "Eduardo, nós não somos o Brasil, somos São Paulo."O secretário lembrava que o sistema nacional de saúde tem obtido ganhos significativos no combate a certas epidemias, como a aids. E por isso não poderia ser julgado de forma sumária por causa do alastramento da dengue, que é um problema que assola o País desde 86. Quando o secretário lamentava: "Se nós tivéssemos investido", foi interrompido bruscamente pela prefeita, que reagiu: "Se nós tivéssemos, não. Se o governo e o ministério da Saúde tivessem investido".Marta Suplicy fez questão de dizer que São Paulo representava a vanguarda em termos de combate à dengue, "pois a cidade passou sete meses incólume à doença". Segundo ela, se o governo federal e o Ministério da Saúde tivessem investido em campanhas de combate à doença, desde outubro do ano passado, o País não teria registrado as mortes provenientes da dengue hemorrágica. "É evidente que o ministério da Saúde é responsável por isso".O secretário não fez nenhum comentário sobre as ponderações da prefeita. No dia 15 deste mês, Eduardo Jorge recebeu um elogio do então ministro da Saúde, José Serra, pré-candidato do PSDB à presidência. Durante evento realizado no Rio de Janeiro, Serra elogiou o secretário de Saúde de São Paulo, com a seguinte frase: "Se todos os petistas fossem iguais a ele (Eduardo Jorge), o Brasil seria diferente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.