Marta chama empresários de ônibus de "bando"

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), acusou hoje os empresários de ônibus de formarem um "bando" e disse que a greve iniciada hoje pelos motoristas e cobradores é um locaute (quando é organizada pelos empresários). "Eu não vou negociar com a faca no pescoço. Os empresários receberam da prefeitura e não repassaram os recursos para os trabalhadores", garantiu.A prefeita reiterou que vai conversar com os empresários apenas quando tiver em mãos as planilhas de custo das companhias. "Eles vão ter que esperar nós analisarmos o estudo feito pela Fipe. Só depois é que nós vamos negociar." Marta afirmou também que a prefeitura vai rever os contratos de concessão das empresas que administram o transporte coletivo da cidade. Além de prejudicar o trânsito, a paralisação fez com que a prefeita cancelasse a visita do primeiro-ministro francês Lionel Jospin ao centro. "A greve causou má impressão. Na França, também há greves. Mas aqui ela é política e proposital. Tudo para estragar a visita do primeiro-ministro francês", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.