Marta concorda com avaliação ruim de seu governo

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, concorda que boa parte da população tenha uma avaliação ruim de seu governo, segundo pesquisas Datafolha e InformEstado divulgadas ontem. A primeira aponta que Marta teve a pior avaliação entre nove prefeitos de capitais, e a segunda diz que 40,2% dos paulistanos entrevistados consideram a gestão da prefeita ruim ou péssima. "Realmente falta ainda muita coisa para a situação ficar boa?, disse. ?Porém, o que me anima é que a maioria das pessoas acredita que a situação vá melhorar. Essa expectativa é positiva", garantiu a prefeita na manhã de hoje, durante abertura do Congresso e-Gov Fórum 2001, promovido pela Mantel.com e que está sendo realizado na Câmara Americana de Comércio (Amcham).Ao falar na abertura do Congresso, Marta Suplicy disse que São Paulo é a terceira maior metrópole do mundo, marcada por desigualdades gritantes. "E este contexto extremamente complexo torna São Paulo um particular desafio para todos, muito especialmente para a nossa gestão, que se elegeu comprometida com o combate à exclusão e pela garantia da democracia e transparência", afirmou.Segundo a prefeita, seu governo vem realizando esforços para colocar em prática a universalização do acesso à Internet. No seu entender, é fundamental que a população tenha acesso à Internet, pois através desse veículo a transparência é maior e o controle também. "A transparência é fundamental para se combater a corrupção e esperamos informatizar nossa gestão", reiterou."Medidas amargas" Mais tarde, ainda comentando a má avaliação de sua administração revelada nas pesquisas, a prefeita disse que o povo de São Paulo pode esperar ?bons resultados? das ?medidas amargas? adotadas por sua administração. Entre essas ?medidas amargas" adotadas por Marta, está o aumento da tarifa de ônibus na capital paulista, passando de R$ 1,15 para R$ 1,40.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.