Marta critica Justiça por concessão de liminar à Daslu

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), criticou hoje a Justiça no caso da luxuosa butique Daslu, instalada na Vila Nova Conceição, na Zona Sul de São Paulo, e que teve os alvarás de funcionamento cassados pela Prefeitura devido ao zoneamento da região mas continua aberta protegida por liminar. "Esse problemade Justiça no Brasil é bastante sério, porque você quer colocar ordem e as empresas que estão na desordem conseguem liminares e ampliam o funcionamento por mais um tempo", afirmou. Segundo a prefeita, a situação já se arrasta há muito tempo e terá que ser resolvida na reformulação do zoneamento. Ela disse que o secretário das Subprefeituras, Jilmar Tatto, está analisando a liminar obtida pela Daslu para decidir qual o próximo passo da Prefeitura. Marta disse querer resolver a situação o mais breve possível.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.