Marta descarta aumento da tarifa de ônibus

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), descartou um aumento na tarifa de ônibus da cidade, e disse querer ter acesso à contabilidade das companhias. "Não se pensa em aumento da tarifa. A prefeitura quer é ter acesso à contabilidade das empresas de ônibus para ver qual é a receita. Queremos maior limpidez no discurso (dos proprietários das empresas)", disse Marta. Marta disse ainda que a prefeitura não tem como arcar com os subsídios solicitados pelas empresas de ônibus, que alegam estarem perdendo passageiros por conta do transporte alternativo. "A prefeitura não tem condições de arcar com isso (subsídios). Não foi previsto no orçamento o que eles quererem e isso gera greve a toda hora e a qualidade do serviço é ruim", afirmou a prefeita. Ela completou: "Estamos reforçando a fiscalização das peruas e vamos investir na construção de corredores de ônibus para melhorar as condições. Mas precisamos de maior cooperação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.