Marta diz que não tem recursos para tapar buracos

Marta Suplicy também abordou a questão dos buracos que tomaram conta da cidade de São Paulo. Com as chuvas de verão, eles se ampliaram do ano passado para cá atingindo locais onde até então não existiam crateras. A prefeita reconheceu o problema, mas avisou que não tem equipes e recursos suficientes para tapar todos os buracos que gostaria. As administrações regionais também tiveram seus orçamentos reduzidos."Olha, eu moro no Jardim Europa e, numa pracinha onde eu corro, me deparei ontem com um buracão! A palavra é feia, mas a cidade está podre no seu subsolo. As chuvas estão ajudando a rasgá-lo. Como vimos nas galerias pluviais durante as enchentes na Vila Madalena, os córregos e bueiros haviam sido limpos e explodiu tudo. Explodiu porque o fluxo de água dentro dessas canalizações está maior do que quando foi construído e porque houve uma impermeabilização enorme do solo na cidade. Agora, as canalizações estão tendo que ser refeitas porque ficaram podres com o tempo".A prefeita disse que essa situação também é encontrada em túneis e viadutos, como, por exemplo, o Aricanduva. Na opinião dela, a Prefeitura não precisava ter gasto a fortuna que investiu na recuperação do viaduto se lá tivesse sido feita a manutenção adequada. Por isso, essas obras passaram a ser devidamente vistoriadas e, embora isso não apareça, a segurança das pessoas ser garantida. Quanto à questão dos camelôs, Marta Suplicy disse que o problema só será resolvido quando forem feitos os shoppings populares. "Inicialmente, foi criada a norma reguladora do comércio informal e os portadores de deficiências terão prioridade. Foram normatizados o tamanho das barracas, a restrição a gêneros alimentícios e a localização dos eventuais pontos fixos. Para fazer isso funcionar eu preciso de fiscais e eu não tenho fiscais suficientes. Agora, abri concurso e é preciso esperar, é muita burocracia, tudo demora, sem fiscal não dá!".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.