Marta e Alckmin vão ratear verba contra enchentes

A liberação dos R$ 70 milhões que deputados e senadores paulistas incluíram no Orçamento da União deste ano para financiar obras de prevenção de enchentes em São Paulo vai depender de uma nova estimativa da arrecadação federal, que será feita apenas após a aprovação da emenda constitucional que prorroga a vigência da CPMF. Foi o que informou ontem o coordenador da bancada paulista no Congresso, deputado Paulo Kobayashi (PSDB), depois de se reunir com o ministro da Integração Nacional, Ney Suassuna (PMDB-PB). Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.