Marta espera que deputado seja cassado

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) defendeu ontem, em entrevista à radio Estadão ESPN, a cassação do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). "Espero que ele vá para a Comissão de Ética, e que seja cassado. Porque ele é recorrente no ato de desqualificar e tornar uma discussão que pode ser feita em alto nível numa discussão de baixo calão que não leva a nada, a não ser a desarmonia da sociedade", afirmou.

, O Estado de S.Paulo

02 Abril 2011 | 00h00

Segundo a senadora, "não existe esse negócio de achar que pode falar tudo porque é deputado". Bolsonaro "está tentando caracterizar o episódio como caso de homofobia para fugir da lei contra racismo". Martha atribuiu ao marqueteiro João Santana, o episódio de 2008 em que sua campanha perguntou "se o rival Gilberto Kassab era casado".

(Veja íntegra da entrevista no www.estadão.com.br)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.