Marta inaugura mais um CEU e rebate críticas sobre gastos

A prefeita Marta Suplicy (PT) inaugurou neste domingo, Dia dos Pais, o CEU (Centro Educacional Unificado) Rosa da China, em Sapopemba, zona leste de São Paulo. Este é o segundo de um total de 21 unidades que a prefeita promete entregar até 25 de janeiro de 2004. Mais uma vez, Marta Suplicy defendeu seu projeto das críticas que estão sendo feitas, alegando que o projeto pode ajudar a quebrar o ciclo de pobreza no País.Uma das primeiras críticas que o projeto recebeu foi em relação ao custo dos uniformes das crianças. "Muitos disseram que foi muito caro, e foi mesmo, porque é o melhor que tem. Eu tenho que dar o melhor para a criança que estuda na escola pública. Tudo no CEU é de primeira: a cadeira do teatro é estofada, tem ar condicionado, computador e piscina aquecida." Já a secretária de Educação, Cida Perez, fez uma comparação entre a relação custo-benefício dos investimentos no CEU e na Febem. "Aqui, uma criança custa R$ 280. Desperdício de dinheiro é gastar R$ 1.200 com cada criança na Febem, onde ela é condenada a não ter um futuro", disse. Ela referia-se às críticas de que a prefeitura está gastando dinheiro demais com a construção dos CEUs. Apesar do frio, aproximadamente 4 mil pessoas estiveram presentes na inauguração do CEU de Sapopemba. O primeiro CEU Jambeiro - foi entregue à população de Guaianazes em 1º de agosto, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Embora evite falar sobre o assunto, a prefeita deve disputar a reeleição nas eleições do próximo ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.