Marta insiste em reduzir gasto com dívida

A prefeita Marta Suplicy (PT) reuniu-se no fim da tarde de hoje com lideranças petistas para discutir a mobilização da Câmara dos Deputados em torno da diminuição do teto de comprometimento financeiro de São Paulo com a dívida refinanciada pela União. O deputado federal e líder do PT, Aloízio Mercadante, que participou do encontro, pretende apresentar proposta para a diminuição do teto de gastos com o débito de 13% da receita líquida do Município - previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal - para 10%. Mercadante disse que a bancada está mobilizada para flexibilizar a sobrecarga da dívida sobre as administrações municipais e estaduais. O parlamentar alega que a queda significativa da taxa de juros nacional deu lucro ao governo, mas o dinheiro não foi repassado para São Paulo. "No ano passado, a União economizou R$ 38 bilhões com a queda dos juros. Cada 1% de queda significa, em um ano, economia de R$ 4,5 bilhões. O governo federal está se apropriando desse recursos e não os repassa para Estados e municípios. Ou só repassa para os seus aliados", disse o deputado, antes de entrar na reunião.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.