Marta não comenta invasões e pede pressa para Plano

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), não quis comentar a ocupação dos prédios por pessoas ligadas ao Movimento dos Sem Teto na madrugada de hoje na cidade. Marta e o secretário municipal da Habitação, Paulo Teixeira, inauguraram obras de infra-estrutura em um loteamento clnadestino no Jardim Rincão, na Zona Norte. O loteamento, onde moram 470 famílias, existe desde 1990 e está em processo de regularização.Teixeira culpou o governo federal pela falta de habitações populares em São Paulo. "Nós não recebemos um centavo do governo federal para investir em habitação", afirmou. Ele disse que a Prefeitura está realizando 21 intervenções na região central para abrigar os sem teto. São prédios e casarões que estão sendo reformados e serão transformados em habitações populares. "Mesmo assim, a demanda é muito grande", salientou.O secretário também afirmou que a Sehab tem realizado diversas reuniões com grupos de sem teto para discussão de ações que amenizem o problema. "Mas essa invasão não tem nenhuma participação da Prefeitura e nem do PT."Plano DiretorA prefeita Marta Suplicy (PT) aproveitou a presença dos jornalistas para pedir um mutirão dos vereadores para que o projeto do Plano Diretor seja aprovado até junho. Marta lembrou que, a partir de agosto, a Câmara Municipal deve diminuir o ritmo de trabalho por causa das eleições. O mutirão, segundo ela, são os estudos que devem ser feitos pelos parlamentares antes da proposta ser encaminhada ao plenário. Além do Plano Diretor, Marta também pediu que os vereadores aprovem outros projetos do Executivo, como a criação das subprefeituras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.