Marta reduz preços de sacolões municipais

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), anunciou hoje, durante visita à região de Pinheiros, na zona oeste da Capital, a redução de R$ 0,99 para R$ 0,84 o quilo do preço dos produtos vendidos nos 28 sacolões municipais de São Paulo. A medida foi tomada, segundo ela, porque técnicos da Secretaria Municipal do Abastecimento constataram, nos últimos cinco anos, superfaturamento nos preços praticados nos sacolões da Prefeitura.Segundo o secretário do Abastecimento, Jilmar Tatto, o valor determinado pela Prefeitura para ser praticado nos sacolões municipais é de 20% a mais do que o preço comercializado no Ceagesp. "Nós descobrimos que nestes últimos cinco anos chegou-se a cobrar até 55% a mais no valor dos produtos , disse ele. "Nos últimos cinco anos o consumidor foi onerado e pagou R$ 24,7 milhões a mais com as compras feitas nos sacolões municipais", afirmou Tatto.O novo preço do quilo a ser praticado nos sacolões entra em vigor amanhã, quando uma portaria será publicado no Diário Oficial do município. O secretário afirmou ainda que vai encaminhar o levantamento feito por técnicos de sua pasta para que o Ministério Público Estadual (MPE) possa investigar o superfaturamento. "Quem saiu lucrando foram os permissionários, que administram o espaço cedido pela prefeitura para o funcionamento dos sacolões", disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.