Marta Suplicy começa junho em casa nova

O casarão de número 409, da Rua Grécia, no Jardim Europa, vai deixar de ser a residência oficial da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT). A partir de junho, ela deve morar sozinha e em novo endereço: a casa de número 537 da Rua Campo Verde, no Jardim Paulistano.A nova residência de Marta tem três dormitórios, uma suíte, living, um amplo jardim e foi alugada por R$ 4 mil, segundo fontes consultadas pela Agência Estado. A casa está passando por pequenos reparos entre eles está ganhando uma nova pintura - para que, a partir do dia 10, possa receber a prefeita de São Paulo. O imóvel é considerado de médio padrão na região pelos corretores de imóveis.Marta apaixonou-se pela casa à primeira vista. No feriado de 1º de maio, passou pelo local, acompanhada de uma amiga, viu a residência e decidiu alugá-la. A negociação com a proprietária Sílvia Bastos Tigre foi rápida. A prefeita pediu a realização de reparos e obteve desconto no preço do aluguel, inicialmente estipulado em R$ 5 mil. Ela já pagou, adiantado, o primeiro aluguel, com cheque nominal. A fiadora foi uma amiga de longa data, Sílvia Monteiro. Por meio de sua assessoria, a prefeita informou que não iria comentar o assunto.A vontade de deixar a residência da Rua Grécia é antiga e aumentou após a prefeita ter posto fim ao casamento de 36 anos com o senador Eduardo Suplicy (PT), que desde o dia 15 de abril voltou a morar com a mãe, Filomena. O destino do imóvel da Rua Grécia ainda está em estudo: poderá ser colocado à venda ou voltar a ser ocupado por Eduardo Suplicy. Pela declaração de Imposto de Renda de Marta, a casa da Rua Grécia está avaliada em R$ 668 mil. A prefeita, que tem salário bruto de R$ 6 mil, detém 50% do imóvel.DecoraçãoMarta já iniciou a montagem da nova residência, comprando os utensílios e móveis de sua futura morada. No último domingo, a prefeita foi às compras acompanhada de duas amigas. Esteve, por volta das 14 horas, no Shopping D & D, onde demonstrou interesse, na sofisticada loja Spicy, por um fogão de inox de R$ 4.500, da marca Ariston. O fogão, importado, é em aço inox escovado, tem cinco queimadores, sendo três de alta eficiência, forno elétrico e design moderno. (Leia mais sobre o fogão no final deste texto.)Além de iniciar a montagem da nova residência, a prefeita já deu aviso prévio para todos os empregados que trabalham na casa da Rua Grécia. Apenas a cozinheira irá acompanhá-la e seguirá trabalhando no imóvel da Rua Campo Verde.FilhosCom a decisão de morar sozinha, os filhos também vão seguir novo caminho. Supla, o primogênito, mudou-se temporariamente para o Rio de Janeiro, onde grava a novela Um Anjo Caiu do Céu, da TV Globo. Ele, no entanto, estuda estender sua permanência na capital carioca.João Suplicy, o filho caçula de Marta, deverá mudar-se para Nova York, no apartamento que Supla ocupou durante estada nos Estados Unidos. O outro filho da prefeita, André, não mora mais na Rua Grécia desde que se casou.Ah, sim: o fogãoAs repórteres da Agência Estado apuraram que Marta chegou a comprar o fogão pelo qual demonstrou interesse, na loja Spicy, ao preço de R$ 4.500,00. A informação foi divulgada no portal estadao.com.br no início da noite desta terça-feira, dia 22. Pouco depois, ligou para a redação da AE o secretário municipal de Informação Social, Valdemir Garreta, para desmentir um único ponto da reportagem: a compra do fogão. Segundo ele, a prefeita não comprou o fogão, e sim uma garrafa térmica. Fica aqui a retificação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.