Marta tenta renegociar dívida amanhã com FHC

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), se encontra, nesta quarta-feira, em Brasília, com o presidente Fernando Henrique Cardoso, na tentativa de renegociar a dívida da capital paulista com a União.No encontro, previsto para as 11 horas no Palácio do Planalto, Marta pretende fazer com que o governo federal reveja termos do acordo de refinanciamento da dívida mobiliária da Prefeitura com a União. Mensalmente, 13% do orçamento da cidade (o equivalente a R$ 80 milhões) é destinado ao pagamento da dívida municipal.A dívida total da Prefeitura paulistana com o governo federal é de R$ 10,5 bilhões, e a renegociação feita pelo ex-prefeito Celso Pitta (PSL) impede o município de contrair empréstimos nos próximos dez anos.A audiência de Marta com Fernando Henrique vem sendo aguardada pela prefeita desde setembro, quando ela entregou à Câmara Municipal a peça orçamentária de 2002.Na ocasião, a prefeita fez um apelo ao presidente para que a situação de São Paulo fosse analisada. Marta e Fernando Henrique sempre tiveram um bom relacionamento. A prefeita, no entanto, avisou no mês passado, em almoço em sua residência, oferecido a colunistas políticos, que, se o presidente não atender seu pedido, vai colocar faixas de protesto nos ônibus da cidade dizendo que "SP está falida e FHC não quis ajudar".A Câmara investigou, numa Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), as razões do aumento da dívida. Hoje, segundo Marta, o montante a ser pago à União engessa a administração e impede novos investimentos, já que uma das cláusulas da renegociação proíbe que a cidade tome empréstimos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.