Marta volta a criticar política econômica

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT) voltou a criticar o governo federal. O alvo da prefeita foi a política econômica do governo que, segundo ela, é prejudicial ao desenvolvimento econômico e social da cidade. "São Paulo foi a cidade que mais penou com a política federal", disse Marta, citando as políticas de juros e cambial, aplicadas pelo governo. Segundo ela, quando a política econômica prejudica o setor produtivo, os principais afetados são os Estados e municípios brasileiros."Quando há uma política que afeta as indústrias, quem acaba sendo afetado é o município, pois há aumento do desemprego e, por conseqüência, da violência", disse a prefeita. "E a geração de empregos depende muito da política macroeconômica do governo", atacou. Marta também atacou a Lei Kandir, que concede isenção do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) às exportações de produtos semi-elaborados. O ICMS é uma das principais fontes arrecadadoras de impostos do Estado e dos municípios.Na Segunda-feira, Marta já havia criticado o governo afirmando que "São Paulo não quer esmolas", e que a cidade é muito prejudicada com a distribuição da arrecadação de impostos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.