Máscaras caem em vôo da TAM e assustam passageiros

Passageiros do vôo 3445 da TAM, que saiu na tarde de domingo, 25, do aeroporto de Viracopos, em Campinas, com destino ao Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, foram surpreendidos com a queda das máscaras de oxigênio durante a viagem. O problema ocorreu num avião Fokker 100. Segundo a Assessoria de Imprensa da TAM, apesar da liberação das máscaras, não houve despressurização na aeronave, o que poderia colocar em risco a segurança do vôo. A TAM informou que houve um problema com as próprias máscaras, em virtude, provavelmente, de falha no circuito de pressurização do avião, ao qual elas estão interligadas. As causas do incidente estão sendo investigadas. A empresa ainda negou que pilotos tenham sido obrigados a tomar atitudes drásticas comuns às ocasiões de despressurização, como baixar de altitude, e garantiu que nenhum passageiro passou mal.

Agencia Estado,

26 Fevereiro 2007 | 08h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.