Matérias sobre meningite foram censuradas em 74

Mesmo escrevendo do outro lado do Oceano Atlântico, o jornalista Reali Júnior foi uma vítima da censura que o Estado sofreu a partir da edição do Ato Institucional n.º 5 (AI-5), em dezembro de 1968.

José Maria Mayrink, O Estado de S.Paulo

10 Abril 2011 | 00h00

A tesoura dos censores cortou as reportagens que Reali Júnior fez sobre a meningite, no ano de 1974, quando ele entrevistou os donos do laboratório Mérieux e revelou que a produção de vacinas não conseguia atender a demanda brasileira.

O governo do general Ernesto Geisel escondia a dimensão da doença e Reali Júnior mostrou que, naquele momento, a meningite se tratava de uma epidemia de alcance nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.