Maternidade de Mogi pode voltar a funcionar hoje

A maternidade e o berçário da Santa Casa de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, podem voltar a funcionar nesta segunda-feira. A crise no estabelecimento começou em março, quando 13 bebês morreram no hospital, a maioria vítima de infecção. Em conseqüência, o berçário e a maternidade ficaram interditados por quase quatro meses. Durante esse período, os médicos só atenderam partos de urgência. Os bebês ficaram num berçário improvisado e as outras grávidas foram transferidas para cidades vizinhas.O governo do Estado liberou R$ 768 mil para obras emergenciais. Desse total, R$ 118 mil foram gastos na reforma e outros R$ 250 mil na compra de equipamentos. O local foi vistoriado pela Vigilância Sanitária da Direção Regional de Saúde, que emitiu um laudo exigindo ainda algumas adequações. A provedoria da Santa Casa apressou a finalização das obras instalando pias e torneiras e os equipamentos que faltavam começaram a chegar.A previsão da direção clínica da Santa Casa é de que a maternidade e o berçário voltem a funcionar agora, pela manhã. Uma nova equipe de pediatras foi contratada e deve começar a trabalhar ainda hoje. São 24 profissionais que, entre outras coisas, terão que cuidar da transferência dos bebês que hoje permanecem no berçário improvisado. As informações são do jornal Bom Dia SP, da TV Globo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.