Mato Grosso tem 38 municípios em situação de emergência

A Defesa Civil de Mato Grosso decretou situação de emergência em 38 municípios do Estado em decorrência das chuvas, inundações e comprometimento da safra agrícola. Os municípios estão localizados em todas as regiões do Estado e as perdas de grãos afetam a economia de cidades como Primavera do Leste, General Carneiro, Tesouro, Poxoréu, Alto Garças e Querência, entre outras, cujos prefeitos solicitaram o pedido devido às fortes chuvas.Em Barão de Melgaço, 6,8 mil habitantes estão sem água potável há dois meses em decorrência de infiltração de esgoto na estação de tratamento. Em Santo Antônio de Leverger já são aproximadamente 1,4 mil pessoas isoladas pelas águas, sendo 1,2 mil na zona rural e outras 185 no perímetro urbano.De acordo com a Defesa Civil, com a enchente a situação se agravou, provocando aumento dos casos de vômitos, diarréias e verminoses. Não há registro de mortos. O rio Cuiabá, afluente do rio Paraguai, que corta o Pantanal mato-grossense, atingiu o nível de 6,82 metros na quarta-feira, 29, ultrapassando a cota de alerta, que é de 6,80m. Os municípios pantaneiros estão em estado de alerta.A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec) do Ministério da Integração Nacional continua alertando sobre a possibilidade de fortes chuvas no Centro-Oeste. A previsão é de que de nesta sexta-feira possivelmente haverá chuva forte, acompanhada de raios em Mato Grosso, principalmente no centro, leste e norte, Tocantins, Distrito Federal, Goiás e em Mato Grosso do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.