Mau tempo dificulta buscas a monomotor desaparecido no Rio

Três pessoas estavam na aeronave, que ia de Minas ao Rio, e está desaparecida desde o dia 30 de dezembro

Agência Brasil,

07 de janeiro de 2009 | 13h47

O mau tempo e as chuvas dificultam as buscas pelo monomotor que está desaparecido na região sul do Rio de Janeiro desde o dia 30 de dezembro. As buscas foram retomadas na manhã desta quarta-feira, 7, segundo o Corpo de Bombeiros. As passageiras Irene Maria Barbosa e Elisa Barbosa Pereira e o piloto Antônio Pereira da Mata estavam a bordo da aeronave, que sumiu há mais de uma semana. De acordo com o tenente-coronel Willian Vieira, do Comando de Bombeiros da região sul do estado, o mau tempo e as chuvas são as grandes dificuldades encontradas pelas equipes de busca. "Choveu muito na serra e existem algumas trilhas abertas. Nós estamos seguindo essas trilhas e abrindo outras para que possamos ter acesso a áreas mais remotas da Serra da Concórdia", afirmou Segundo ele, "os bombeiros vão até o ponto mais alto da serra, onde há uma antena de radiotransmissão. Desse ponto, três equipes descem em cada direção fazendo um 'pente-fino', mas [o terreno] está muito escorregadio e tem muita lama". O tenente-coronel disse ainda que uma aeronave do Corpo de Bombeiros, do tipo Esquilo, não conseguiu chegar à região onde ocorrem as buscas na manhã desta quarta por causa da baixa visibilidade na Serra das Araras, que impede a passagem do avião para o sul do Estado. O Corpo de Bombeiros foi acionado na última segunda-feira, 5, pelo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo de Curitiba e começou as buscas com três equipes dos quartéis da região, que englobam Valença, Vassouras e Barra do Piraí, além do Grupamento Florestal de Magé. A Aeronáutica informou que no início da manhã duas aeronaves do Serviço de Salvamento Aéreo fizeram buscas na Serra da Concórdia, mas o serviço foi paralisado devido ao mau tempo. O monomotor Bonanza BE 35 decolou no dia 30 de dezembro do Aeroporto Carlos Prates, em Belo Horizonte, com destino ao aeroporto de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, e perdeu contato com a torre de controle quando sobrevoava a Serra da Concórdia.

Tudo o que sabemos sobre:
buscasmonomotorInfraero

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.