Mau tempo fecha Aeroporto de Confins e atrasa 60% dos vôos

Aeroporto ficou fechado entre 8h e 9h e tem 20 vôos com atraso superior a 30 minutos

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

26 de dezembro de 2008 | 11h05

O mau tempo fechou o Aeroporto Tancredo Neves, em Confins, por uma hora na manhã desta sexta-feira, 26. O aeroporto é um dos principais da região de Belo Horizonte e por conta do fechamento 60,6% dos vôos registraram atrasos de mais de 30 minutos, segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraer).   Veja também:  Anac e Gol definem nesta sexta soluções para atrasos dos vôos  Confira a situação dos aeroportos no site da Infraero      Dos 33 vôos previstos, 20 sofreram atrasos. O aeroporto teve as operações suspensas entre 8h e 9h, segundo a Infraero. Por volta das 10h45, o aeroporto operava por instrumentos. Outros quatro vôos foram cancelados no terminal (12,1%).   Os vôos da Gol/Varig eram os que tinham maior número de atrasos na manhã desta sexta. Até às 11 horas, dos 121 atrasos em todo o País, 57 eram da Gol (24,6%) e 11 da Varig. As duas empresas atuam em parceria. A TAM tinha 284 vôos previstos até o horário e registrava 26 vôos com mais de 30 minutos de atraso, segundo a Infraero.   Até às 10 horas, dos 610 vôos programados, 88 tinham atrasos superiores a 30 minutos. O índice representa 14,4% dos vôos previstos, segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), que aponta 47 vôos cancelados (7,7%).   No Aeroporto de Brasília, no Distrito Federal, seis dos 41 vôos tinham atrasos (14,6%) e nenhum tinha sido cancelado até às 10 horas. No Rio, 15 dos 56 vôos programados no Aeroporto Internacional do Galeão tinham atrasos - 26,8%, segundo a Infraero, mas o aeroporto não registrava cancelamentos. No Aeroporto Santos Dumont - que tinha 23 vôos da ponte-aérea programados - não havia atrasos, mas seis vôos (26,1%) foram cancelados.   No Aeroporto Internacional de Cumbica, em São Paulo, que operava com ajuda de instrumentos, por conta do mau tempo, dos 65 vôos previstos, seis ocorreram foram horário (12,3%) e uma operação foi cancelada (1,5%).   Já no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, que também operava por instrumentos, a Infraero registrou atrasos em cinco dos 65 vôos previstos (12,3%). Oito operações foram suspensas (12,3%).      

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.