Mau tempo fecha Congonhas; Cumbica opera por instrumentos

Más condições de visibilidade complicam pousos e decolagens em Cumbica desde a noite de quarta-feira

Paulo R. Zulino e Ricardo Valota, do estadao.com.br,

23 Agosto 2007 | 07h42

O Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, estava fechado para pousos e decolagens por conta da neblina na manhã desta quinta-feira, 23. De acordo com a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), o aeroporto não chegou a ser aberto. A Infraero não informou quantos vôos foram transferidos para o Aeroporto Internacional de São Paulo (Cumbica), em Guarulhos, e para os terminais do Rio de Janeiro. Dos 19 vôos previstos para Congonhas até às 7 horas, dois foram cancelados e outros três tinham atrasos superiores a uma hora.  Enquanto isso, Cumbica operava com instrumentos, também por conta das más condições de visibilidade, desde o fim da noite de quarta-feira, 22. Segundo a Infraero, até às 7 horas, apenas um vôo tinha atraso superior a uma hora e outros dois haviam sido cancelados. Na noite de quarta, alguns vôos de Cumbica foram transferidos para o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, e de São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.