Doanme/Pixabay
Doanme/Pixabay

Maus-tratos a animais passam a dar multa de até R$ 3 mil em Minas

Regulamentação de lei foi publicada no último fim de semana e estipula que caberá à PM fazer a fiscalização

Rene Moreira, especial para o Estado

19 de dezembro de 2017 | 17h34

A Polícia Militar poderá multar em até R$ 3 mil quem maltratar animais em Minas Gerais. Lei aprovada há quase dois anos foi regulamentada agora pelo governador Fernando Pimentel (PT), sendo publicada no último sábado, 16, no Diário Oficial do Estado. De acordo com decreto, caberá à Polícia Militar fiscalizar e punir quem for pego cometendo maus-tratos, como abandono.

+++ Polícia resgata 135 cães vítimas de maus-tratos em canil de Osasco

O infrator pode ser autuado de R$ 900, mas a multa pode chegar a até R$ 3 mil, estando sujeito ainda às sanções previstas no Código Penal. Somente na capital, segundo estimativa da prefeitura, vivem nas ruas perto de 28 mil cães e 7.200 gatos. 

+++ Câmara aprova projeto que proíbe sacrifício de cães e gatos sadios no País

De acordo com o decreto, serão consideradas situações de maus-tratos "os atos ou omissões que privem o animal de suas necessidades básicas". Além do abandono, é passível de punição quem lesar, agredir, submeter a sofrimento ou "obrigar o bicho a fazer trabalho excessivo ou superior às suas forças". 

+++ Gol permite que cães e gatos viajem na cabine com os seus donos

São citados ainda como cabíveis de multas casos de envenenamento, abuso sexual e até deixar de providenciar a eutanásia do animal, caso seja necessária e recomendada por um veterinário.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.