MC Dido é preso acusado de apologia ao tráfico no Rio

Ele é o quinto funkeiro detido pelo crime: ontem, outros quatro procurados foram presos

Luciana Fadon Vicente, Central de Notícias

16 de dezembro de 2010 | 11h30

SÃO PAULO - Mais um cantor de funk que era procurado pela polícia do Rio de Janeiro foi preso. Nesta manhã, Anderson Romualdo Paulino da Silva, conhecido como MC Dido, se apresentou de maneira espontânea na sede da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no centro da cidade. Ele será indiciado por apologia ao tráfico de drogas e formação de quadrilha.

Ontem, outros quatro cantores de funk foram presos no Rio acusados de apologia ao tráfico de drogas e de ter envolvimento com a facção criminosa Comando Vermelho (CV), expulsa do Complexo do Alemão após ocupação policial.

 

São eles: Wallace Ferreira da Mota, o MC Smith; Frank Batista Ramos, o MC Frank; Fabrício Baptista Ramos, o MC Ticão; e Max Muller da Paizão Pessanha, o MC Max. Segundo a polícia, o grupo, que usava o funk para incitar a violência e fazer o "marketing" do tráfico, teve a prisão decretada por 30 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.