''''Me senti enganada'''', diz cirurgiã

A médica Lorití Brueuel, que realizou uma das cirurgias plásticas que ajudou a transformar o rosto do megatraficante colombiano Juan Carlos Ramírez Abadía, de 44 anos, disse que também ficou surpresa quando soube que o paciente dela era um dos bandidos mais procurados do mundo. "Me senti enganada." Segundo ela, o traficante se apresentou na clínica com o nome de Antony Javier Mouras. "Ele já havia sido operado nos Estados Unidos, segundo declaração dele mesmo, mas não sei dizer por quantas cirurgias passou." Lorití afirmou também que se soubesse que Abadía era traficante teria se recusado a atendê-lo. "Não é procedimento pedirmos a ficha de antecedentes a nossos pacientes."

Luísa Alcalde, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.