Mea culpa explica exaltação de Lula

Depois de qualificar de "mentira descarada" a reação do tucano José Serra, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez de tudo ontem para evitar a imprensa. Seus seguranças chegaram a interpor uma van entre ele e os repórteres, para que não registrassem imagens de Lula.

Bastidores: João Domingos, Leonencio Nossa e Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

23 Outubro 2010 | 00h00

Segundo assessores do presidente, ele se irritou com a reação de alguns petistas, que consideraram desmedida a forma como se referiu a Serra após a confusão no Rio. Lula se considera injustiçado, visto que teria atribuído a si a tarefa de liderar os militantes em favor da candidatura de Dilma Rousseff.

Ainda conforme seus auxiliares, Lula tem feito constantes mea-culpas por não ter levado Dilma à vitória no primeiro turno. Com essa dor de cotovelo, estaria se jogando de corpo e alma na disputa, como se fosse ele o candidato, e não a ex-ministra.

Nesse afã de vencer de qualquer jeito, Lula tem feito críticas à forma como Dilma se comportou no fim do primeiro turno. Para o presidente, ela deveria ser mais incisiva no combate à corrupção e deveria ter mostrado mais indignação ao responder sobre os escândalos envolvendo a ex-ministra Erenice Guerra.

Conforme assessores, Lula está convencido de que fez o certo em relação ao episódio em que militantes petistas atiraram bolinha de papel e rolo de fita adesiva em Serra. Lula tem atribuído ao tucano a responsabilidade pelo clima de hostilidade. Para ele, Serra deu início a uma campanha movida pelo ódio.

Tem sobrado irritação para aliados até de outros partidos. Lula acha, por exemplo, que o deputado Flávio Dino (PC do B), derrotado por Roseana Sarney (PMDB) na disputa pelo governo do Maranhão, está se queixando à toa. Dino tem denunciado fraude na vitória de Roseana. Para Lula, é choro de derrotado, o que pode atrapalhar o trabalho de união no Maranhão em torno de Dilma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.