Médica é arrastada por cem metros durante assalto no Recife

Mulher chegava em casa após plantão e esperava portão da garagem abrir quando foi surpreendida pelo assaltante; vítima teve várias escoriações, mas não foram detectada fraturas

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias

23 de abril de 2010 | 15h54

SÃO PAULO - Uma médica de 45 anos ficou presa ao cinto de segurança e foi arrastada por cerca de cem metros durante um assalto na manhã desta sexta-feira, 23, no bairro Madalena, zona norte do Recife, Pernambuco.

 

De acordo com o delegado Nelson Souto, da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, por volta das 5h30, quando a mulher chegava em casa do plantão e esperava o portão da garagem abrir acabou surpreendida pelo assaltante. Com o susto, a médica não teve tempo de tirar o cinto de segurança.

 

O criminoso entrou no carro, deu partida e a vítima ficou pendurada até conseguir se soltar. Duas câmeras de segurança do edifício registraram o momento da abordagem.

 

A médica foi levada com várias escoriações pelo corpo ao hospital Santa Joana, no bairro Graças. Ela fez vários exames que não detectaram nenhuma fratura e foi liberada.

 

Ainda segundo o delegado, até as 15h45 desta sexta, a polícia ainda não tinha pistas do suspeito, tampouco do veículo roubado da médica.

Tudo o que sabemos sobre:
Recife

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.