Médico brasileiro lança livro sobre Afeganistão

O único brasileiro que atuou em missões humanitárias no Afeganistão depois da retirada das tropas soviéticas, o médico paulista Mauro Bueno, da organização Médicos Sem Fronteira (MSF), lança segunda-feira, em São Paulo, o livro "Afeganistão a Guerra em Nome de Allah".O livro é um romance baseado em temas e personagens reais, com os quais ele conviveu durante os três anos que passou no Afeganistão. Conta a história de um jovem, Mohammad, que questiona a vida e o sentido das coisas, nas planícies áridas do Afeganistão. Com a degeneração da situação política de seus país e a invasão soviética, a história de Mohammad, de sua família e de sua pátria vão mudar para sempre."Mohammad perde sua inocência, como tantos jovens que conheci no Afeganistão, mas encontra sua razão de viver. O povo afegão tem um dos espíritos mais guerreiros e nobres que conheci", diz Bueno, que já atuou em, pelo menos, uma dezena de países como médico sem fronteira.Em plena Jihad a guerra santa dos afegãos contra os soviéticos Bueno dirigiu missões médicas nas regiões do Badakchan, Bamyan e Kabul. Bueno conta que começou a fazer as anotações, que muitos anos depois dariam origem ao livro, como uma forma de resistir à solidão das longas noites geladas que passou nas montanhas e desertos do país. "Em algumas regiões, o frio chega a 30 e até 40 graus a baixo de zero", lembra ele."Afeganistão, a Guerra em Nome de Allah", será lançado segunda-feira no espaço cultural da editora Ícone, na rua Augusta, 1415, em São Paulo, a partir das 19 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.