Médico consegue liminar para não participar de reconstituição

O advogado Roberto Podval, que defende o médico Farah Jorge Farah - acusado de ter esquartejado a amante Maria do Carmo Alves - conseguiu liminar no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, impedindo que seu cliente compareça à reconstituição marcada pela polícia para a tarde deste domingo. O delegado Ítalo Miranda Júnior informou que, sem a presença do médico, não há porque fazer a recontituição. Ele está tentando, junto ao Plantão Judiciário, revogar a liminar. Se isto não acontecer, a reconstituição deverá ocorrer somente amanhã ou terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.