Médico é condenado a 77 anos por castrar e matar meninos

O médico Anísio Ferreira de Souza foi condenado a 77 anos de prisão pela castração e morte de três crianças e tentativa de assassinato contra outras duas, que conseguiram sobreviver, apesar das mutilações. Os crimes foram praticados em Altamira, entre 1989 e 1993. Familiares das vítimas comemoraram a condenação dentro e fora do Tribunal. Na rua, eles se deram as mãos e fizeram uma oração. Já os advogados Jânio Siqueira e Edilson Santiago denunciaram o julgamento como "lixo" e "farsa", anunciando que irão recorrer. Na semana passada, o comerciante Amailton Madeira Gomes foi condenado a 57 anos e o ex-policial militar Carlos Alberto dos Santos Lima, a 35, pelos mesmos crimes. Logo depois da leitura da sentença pelo juiz Ronaldo Valle, o médico foi levado numa viatura da Polícia Civil para a penitenciária Fernando Guilhon, em Santa Isabel, município da região metropolitana de Belém. Por ter curso superior, Souza cumprirá a pena em cela especial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.