Médico é condenado no Rio por erro em implante de silicone

Anderson Coutinho terá de indenizar paciente em R$ 10 mil por aplicar silicone injetável em vez de prótese

Central de Notícias,

29 de outubro de 2009 | 15h07

O Tribunal de Justiça do Rio condenou um médico a pagar R$ 10 mil a uma paciente após cometer um erro em cirurgia para implante de silicone. A decisão é dos desembargadores da 5ª Câmara Cível.

 

Anderson Coutinho contou à Justiça que usava silicone injetável nos seios e que decidiu fazer uma cirurgia para ter uma prótese permanente. Após realizar o procedimento com o cirurgião plástico Sérgio Levy Silva, Coutinho notou que seus seios ficaram deformados e doloridos. A prótese teve que ser retirada.

 

A sentença de primeiro grau havia condenado o médico a pagar R$ 20 mil de indenização, mas o médico recorreu e os desembargadores decidiram reduzir o valor da indenização.

Tudo o que sabemos sobre:
siliconeRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.