Médico é morto dentro de hospital na Bahia

O médico ginecologista Luiz Eugênio Bastos Laurine, 41 anos, foi morto a tiros ontem dentro do Hospital da Mulher, na cidade de Feira de Santana, a 108 quilômetros de Salvador, pelo funcionário público Moacir Borges dos Santos, 56 anos. Ele também baleou a manicure Neuza do Vale Jesus, que está internada em estado grave.Casado com a anestesista Magnólia Montenegro, que trabalha no Hospital da Mulher, Santos concluiu que Laurine e Neuza haviam revelado à sua esposa um caso extraconjugal dele. O funcionamento do Hospital da Mulher foi suspenso devido ao incidente e os pacientes transferidos para outras unidades de saúde da cidade.Moacir Santos foi preso logo depois de atirar contra o médico. Não opôs resistência e confessou o crime sem aparentar qualquer remorso. Ele admitiu o relacionamento extraconjugal com Cleide de Almeida, de 19 anos, amiga de Neuza e paciente de Laurine. A garota teve um filho de Santos no Hospital da Mulher na semana passada. Magnólia descobriu o caso e discutiu em público com Moacir. Ele armou-se de um revólver calibre 38, passou no salão de beleza, onde baleou Neuza. Em seguida, foi ao hospital e matou Laurine.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.