Médico leva tiro na cabeça e tem moto roubada durante assalto em Ipanema

O gastroenterologista Paulo Athayde Salaverry Lopes, de 54 anos, foi baleado na cabeça por dois assaltantes anteontem à noite em Ipanema, zona sul do Rio. Dois bandidos em uma moto abordaram Lopes quando ele chegava em casa, na Rua Nascimento Silva. Eles levaram a moto BMW que o médico acabara de retirar da concessionária. Além da bala alojada na cabeça, Lopes tem ainda uma outra no ombro. Ontem, ele permanecia internado em coma induzido e seu estado de saúde era estável. De acordo com a polícia, há versões que dizem que o médico teria reagido e sido baleado. Outros dois tiros ainda resvalaram no capacete. Dois homens que fazem a segurança da rua viram o assalto e prestaram depoimento. Nenhum dos dois pôde fornecer detalhes para um retrato falado porque o crime teria sido muito rápido e estava escuro. A polícia ainda não tem pistas dos assaltantes. O médico foi socorrido por parentes e levado primeiramente para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, e depois transferido para a Clínica São Vicente, onde foi operado na madrugada. Na unidade, ele passou por tomografia, mas é cedo para saber se ficarão sequelas. No começo de agosto, o Instituto de Segurança Pública (ISP) informou que o número de roubos de motocicletas aumentou 28,3% nos primeiros cinco meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo o ISP, 1.658 motos foram roubadas entre janeiro e maio de 2008, contra 2.128, em 2009. No dia 13 de setembro, a Federação dos Motoclubes do Rio vai promover uma "motociata" em protesto contra a violência na cidade. Os motociclistas percorrerão bairros das zonas sul e norte e farão um documento que será entregue ao governador Sérgio Cabral, pedindo providências. São esperados mais de 2 mil motociclistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.