Médicos são presos por falsificar prontuários no Paraná

Dois médicos foram presos, acusados de cometer irregularidades administrativas no Hospital e Maternidade São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Eldo Ern e Cristina Cerniak teriam adulterado prontuários médicos e cobrado consultas de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Entre as evidências encontradas pela polícia, está um recibo no valor de R$ 300 entregue a uma paciente. Os médicos também são investigados pelo Ministério Público por prescrever um medicamento abor tivo às pacientes, que tem o nome comercial de Cytotec, com o objetivo de acelerar os partos. Os advogados dos acusados já entraram com pedido para que a prisão seja revogada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.