Medo de afugentar turistas

A violência, que parecia distante, acertou em cheio a família Lobo Oliveira, que mora em Caraguatatuba. Em julho de 2007, o filho do vereador Agostinho Lobo de Oliveira (PSDB) foi assassinado, aos 21 anos. Agostinho Rafael Lobo foi executado com um tiro na nuca, no Bairro do Tinga. Com base nessa triste experiência, a mãe, Maria Lúcia, afirma categoricamente que a cidade está mais perigosa. "Vivo aqui há 32 anos e posso dizer, depois do que aconteceu com meu filho, que Caraguá está mais violenta." Os bairros periféricos Tinga, Travessia e Morro do Algodão são considerados os mais perigosos. Para o vice-prefeito de São Sebastião, Paulo Henrique Santana, a divulgação da pesquisa com base em dados de 2006 pode prejudicar as cidades turísticas e atrapalhar novos investimentos. "Estou revoltado. Todos os esforços para atrair investimento para a cidade podem ficar comprometidos, porque muitos não sabem que a pesquisa é antiga", critica.

O Estadao de S.Paulo

03 de fevereiro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.