AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Megaoperação Esteira Livre prende vinte e uma pessoas

Dois anos de investigações da Polícia Federal resultaram na prisão de 21 pessoas por tráfico internacional de drogas, nesta quinta-feira. A quadrilha atuava há pelo menos dez anos. Vinte e oito mandados foram expedidos pela Justiça Federal. Vinte pessoas foram presas no Estado do Rio e outra no Paraná. A megaoperação Esteira Livre começou por volta de 5 horas e contou com a participação de 210 agentes do Rio, São Paulo, Espírito Santo, Minas e Brasília.Os acusados podem ser condenados a 13 anos de cadeia. Eles seriam financiadores, articuladores e transportadores de entorpecente, que era trazido do Paraguai, Colômbia e Bolívia e, no Rio, embarcado para Portugal e Espanha por funcionários de uma empresa transportadora de bagagens no Aeroporto Internacional Tom Jobim.Interceptações telefônicas e o trabalho de inteligência da polícia revelaram o envolvimento de funcionários da empresa SATA, que transporta a bagagem dos passageiros até os aviões, no Aeroporto Internacional Tom Jobim. Quatro foram presos. A PF disse não ter encontrado indícios da participação de diretores da SATA no esquema. Em nota oficial, a empresa informou que "realiza um cuidadoso processo de seleção de seus colaboradores, que passam constantemente por treinamentos, e sempre tomará as medidas cabíveis para afastar qualquer funcionário envolvido em atos ilícitos".Além dos 21 presos nesta quinta, sete já estavam na cadeia e seis são foragidos, dois deles italianos. Segundo a polícia, outros nomes podem surgir.

Agencia Estado,

14 de outubro de 2004 | 20h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.