Melhora a situação nos aeroportos do País

Os passageiros ainda enfrentaram atrasos na tarde desta quinta-feira, 7, nos principais aeroportos do País, mas a situação era melhor do que no mesmo período da quarta. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), até as 17h desta quinta, dos 1.175 pousos e decolagens programados em 67 aeroportos do País, 509 apresentaram atrasos acima de uma hora e 42 foram cancelados. O total representa um terço do número de vôos suspensos no mesmo período na quarta.Os saguões tinham movimento menor em relação a quarta-feira, já que os passageiros faziam o check-in e seguiam para as salas de embarque, onde esperavam para poder entrar nas aeronaves. Apesar do clima menos caótico do que nos dois últimos dias, os vôos que partiram nesta quinta do Aeroporto Internacional Tom Jobim continuaram a registrar atrasos de 20 minutos a oito horas. Foi o caso do vôo da Varig para Buenos Aires, previsto para as 7h30, confirmado para as 14h45, mas que até as 15 horas não havia decolado. De manhã, a fila era grande para fazer o check-in nos balcões da TAM, mas durante o dia a situação se normalizou.No Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, às 17h30, 14 vôos tinham tempo de espera de até uma hora e vinte na partida - o maior atraso registrado era um vôo com destino ao Rio que deveria ter partido às 16h10. Outros 14 vôos tinham atrasos de até duas horas e meia na chegada. Já no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, às 17h30 duas partidas e 12 chegadas estavam atrasadas.Em Brasília, às 15h foram registradas esperas de até três horas no embarque. O Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek tinha situação tranqüila em relação a quarta-feira. Cinco vôos foram cancelados; duas partidas tinham atrasos de até 2 horas e três chegadas com média de espera de uma hora e meia. Os vôos com conexão para a região Norte eram os que tinham maiores problemas.Porém, a manhã foi considerada tranqüila no Aeroporto Internacional de Salvador (BA), de acordo com informações da Infraero. Apesar disso, uma decolagem - vôo TAM 3150, marcado para as 12h30, para Fortaleza - foi cancelada e outras cinco tiveram atraso de mais de uma hora. Os passageiros foram remanejados para outros vôos. Na quarta-feira, dos 60 vôos previstos para partir de Salvador, 11 foram cancelados e 27 sofreram atrasos de mais de uma hora.Em Manaus, nenhum vôo foi cancelado até as 15h, porém a expectativa é de que atrasos sejam registrados já que na sexta-feira o Estado comemora o feriado da padroeira do Amazonas, Nossa Senhora da Conceição.TAMA TAM informou no final da tarde desta quinta-feira, 7, que os vôos domésticos da companhia estavam com atraso médio de 1h30. "Esses atrasos são decorrentes dos problemas de controle do espaço aéreo brasileiro, conforme amplamente noticiado nos últimos dois dias", explicou a empresa.Segundo a TAM, os vôos procedentes ou com destino aos aeroportos de Brasília, Congonhas (São Paulo), e Confins (Belo Horizonte) sofreram maiores impactos ao longo do dia, como reflexo dos atrasos do dia anterior.A companhia cancelou nesta quinta-feira 55 vôos de um total de 670 domésticos diários a fim de reorganizar sua malha aérea, prejudicada pelos problemas do tráfego aéreo. A TAM reiterou que, apesar dos atrasos, mantém a venda de passagens para todos os destinos.Matéria ampliada às 19h54

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.