Mendonça Filho e Eduardo Campos acirram disputa por governo em PE

À medida que os termômetros marcam temperaturas mais altas, a disputa do segundo turno para governador em Pernambuco também esquenta. Os candidatos Mendonça Filho (PFL) e Eduardo Campos (PSB) aproveitaram o domingo de sol forte para colocar a campanha na rua. A militância dos dois postulantes ao Palácio do Campo das Princesas tomou conta da Praia de Boa Viagem, na zona sul do Recife. Por toda extensão da orla, os eleitores se depararam com faixas, cartazes e bandeiras dos partidos. O pernambucano que decidiu ir à praia, não teve outra opção se não aturar carros de som que anunciavam as propostas e os números dos candidatos. A disputa no Estado se mantém cada vez mais acirrada. Se, de um lado, o governador Mendonça Filho tenta a reeleição com o apoio do ex-governador e senador eleito, Jarbas Vasconcelos (PMDB), do outro, Eduardo Campos conta com a popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na briga pela simpatia do eleitorado, os candidatos iniciaram durante a semana o processo de costura política com os demais postulantes derrotados no primeiro turno. Enquanto o ex-ministro da Saúde Humberto Costa (PT) anunciava que iria subir no palanque de Eduardo Campos, Mendonça Filho recebia o apoio de Luiz Vidal (PSDC) e Rivaldo Soares (PSL). Além do PT, Campos conseguiu uma outra importante adesão para a campanha. O deputado federal mais votado no estado e presidente estadual do PTB, Armando Monteiro Neto, admitiu que irá apoiar o PSB local durante o segundo turno. No decorrer da semana passada, dois atos políticos já deram uma mostra de como será disputa. A visita de Lula a Petrolina, no Sertão pernambucano, empolgou a militância de esquerda. Em campanha, o presidente, que tem maioria de votos no estado, reafirmou seu apoio a Eduardo. Mendonça, por sua vez, assinou um decreto de isenção do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na conta de energia elétrica para as pessoas que consomem até 50 quilowatts por mês. A medida, considerada pela oposição como eleitoreira, vai possibilitar redução de até 22% na conta de luz. O segundo turno coloca frente a frente dois dos maiores e mais tradicionais grupos políticos do Estado e repete a campanha de 1998. Naquele ano, Jarbas Vasconcelos disputou e ganhou o pleito para Miguel Arraes, avô de Eduardo Campos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.