Mendonça seria o maior traficante de cocaína do País

O fazendeiro e comerciante Leonardo Dias Mendonça é apontado pela Polícia Federal como o principal traficante de cocaína do Brasil. Ele é suspeito de fazer parte do Suricartel - o cartel do Suriname.Segundo informações da PF, Mendonça receberia armas contrabandeadas do Suriname e as repassaria para as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Em troca, o fazendeiro receberia cocaína, que exportaria para Europa e Estados Unidos."Perto dele, Fernandinho Beira-Mar (Luiz Fernando da Costa) é ralé", disse um policial federal, que o investigou. "O Beira-Mar distribui cocaína de segunda em favelas. Digamos que a cocaína do Mendonça tem uma espécie de ISO 9000."Mendonça é mineiro, mas foi criado em Goiânia (GO), onde tem fazendas. Ele também mantém negócios em Marabá (PA), como postos de gasolina e lojas. O fazendeiro e comerciante responde a ações penais por tráfico internacional de drogas no Pará, Maranhão e Mato Grosso.Nunca foi condenado. Ele chegou a ser preso em outubro de 1999, em Goiânia. Foi levado para Marabá e posteriormente Belém. Ficou detido um ano e 10 meses, mas acabou solto, graças a uma decisão da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.O fazendeiro e comerciante nega as acusações. Em entrevista concedida à AE em 2001, ele disse que nunca manteve vínculos com Beira-Mar e lembrou que nenhuma das testemunhas e réus arrolados nos processos a que responde conseguiu acusá-lo em juízo. "As pessoas podem falar o que quiserem na polícia, mas é na frente de um juiz que a verdade vem à tona", disse, na ocasião.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.